segunda-feira, 7 de maio de 2007

POLUIÇÃO NO MEIO AMBIENTE

POLUIÇÃO NO MEIO AMBIENTE
A poluição por plásticos é responsável por inúmeros prej uízos ao meio ambiente, à e à segurança da população.A escala do problemas é gigantesca. Praticamente todas as áreas urbanas do País convivem com inundações provocadas pelo assoreamento de valas, rios e canais e pelo entupimento de galerias pluviais, em muitos casos relacionadas diretamente ao descarte irresponsável de plástico. Empilhado nas encostas, o plástico ocasiona desabamentos. A sua incineração sem controle, que ocorre com freqüência, produz dioxinas cujos efeitos nocivos à humana nem mesmo são completamente conhecidos. O fenômeno El Nino promete para os próximos meses grandes inundações, o que ressalta a urgência de medidas que reduzam substancialmente o vazamento de e, em particular, de plástico, nos rios, canais e galerias pluviais.Os ganhos obtidos com a utilização de embalagens plásticas em termos de praticidade e de redução de custos precisam ser analisados com responsabilidade, por meio de equação que também considere seus efeitos negativos, especialmente no que toca àprodução de resíduos não degradáveis.A solução ambientalmente adequada para essa questão passa, necessariamente, por dois pontos básicos: a redução do uso das embalagens plásticas, com a substituição por outros materiais em todos os casos em que isto for viável, o incremento das atividades de de plásticos e a criação de um estímulo material que leve a a recolher essas garrafas e embalagens, em lugar de descartá-las.A quase totalidade dos tipos de plásticos pode ser objeto de processos de reciclagem. As atividades de de plásticos implantadas no Brasil até o momento, no entanto, são ínfimas diante do recomendável. Com o intuito de avançar no enfrentamento do problema, apresenta-se aqui projeto de lei que, em linhas básicas, estabelece um circuito de recompra das garrafas plásticas pelas empresas que as utilizam para comercialização de seus produtos, obrigando a implantação de processos de e fixando sanções e outras medidas de controle. As empresas passam a ser responsáveis pela destinação final ambientalmente adequada das embalagens plásticas, deixando de transferir esse onus para a sociedade.

Um comentário:

elisgelain@yahoo.com.br disse...

Queridos alunos,

Gostou gostando, o pesquisa de vocês está evoluindo.

Parabéns
Abraços da profe Elizete